quarta-feira, 11 de novembro de 2009

TRABALHANDO COM NOMES PRÓPRIOS

               O próprio nome é o primeiro texto pelo qual a criança se interessa por isso a leitura e escrita do próprio nome e dos colegas deve fazer parte das atividades diárias da sala de aula. Para garantir à compreensão que nosso sistema de escrita é alfabético que tem unidades mínimas as letras, o desafio consiste é construir esse conceito, isso é possível quando se trabalha o texto nome desde a Educação Infantil.


Objetivo: Reconhecer no alfabeto as letras utilizadas para escrever seu próprio nome;
                Identificar os nomes dos colegas de sala;
                Identificar letras comuns no inicio de nomes.

Atividade: Com o alfabeto móvel, peça que as crianças separem as letras necessárias para a escrita de seu nome, antes de escrevê-lo. Em seguida a criança deve escrevê-lo, a professora poderá pedir que falem o nome das letras e as circulem no alfabeto.
Atividade: Peça que as crianças copiem a lista da classe com os nomes dos colegas, faça juntamente com eles a leitura de cada um. Depois a professora colocará crachás com os nomes dos colegas e outros para que a turma identifique os que fazem parte de seu grupo ou não. A professora deve fazer o acompanhamento relacionando-as com o som e bem como questionando: Por que você pensa que aqui esta tal nome? Quantas letras se usam neste nome? Qual a primeira letra deste nome? Quais os nomes dessas letras? A professora ainda poderá propor a análise e comparação dos nomes da lista, com questões: Há nomes que começam com a mesma letra? Que letras são essas? Agora escrevam na folha os nomes que vocês falarão, pinte com a mesma cor as letras que são iguais? Quais as últimas letras desses nomes? Esta comparação é propicia visto que no inicio as alfabetização as crianças tendem a identificar com maior facilidade a primeira e a última letra das palavras
Atividade: É bastante proveitoso pedir que com base na lista de nomes da turma, eles separem os nomes de meninos e meninas, isso possibilita a reflexão sobre o funcionamento do sistema de escrita, por meio do questionamento, investigando as observações de semelhanças e diferenças entre nomes. Ex.: BRUNO/BRUNA.

Atividade: Peça que as crianças escrevam dois nomes de colegas que sentam perto deles, e depois que analisem se os nomes que eles escreveram têm letras iguais? Quais?

Atividade: Prepare uma cruzadinha com nomes da turma, dê os nomes e peçam que elas encaixem na cruzadinha e à medida que encaixarem peça que risquem da lista e faça perguntas que levem as crianças a pensarem sobre a escrita: Por que só podemos escrever tal nome nesta primeira fileira? Podemos escrever tal nome ou tal nome? Nesta fileira de quadradinhos? Haverá outro lugar para escrever tal nome se o pusemos nesta fileira? Etc.


Nenhum comentário: