quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Mais Educação espera atender cinco mil escolas do campo em 2012

Em 2012, o Ministério da Educação – MEC pretende atender, por meio do programa Mais Educação, cerca de cinco mil escolas do campo, distribuídas entre os 26 Estados e o Distrito Federal. Criado em 2008, o Mais Educação tem a responsabilidade de implantar educação integral, prioritariamente, nas escolas que apresentam baixa pontuação no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB . No início do programa, foram beneficiados 386 mil estudantes, de 1.380 escolas, distribuídas em 55 municípios, de todos os Estados brasileiros. Em 2009, o programa foi ampliado e passou a atender cinco mil escolas, em 126 municípios, beneficiando cerca de 1,5 milhões de estudantes. Em 2010, 10 mil escolas foram atendidas em todo o Brasil e beneficiaram três milhões de estudantes.

Só nas regiões metropolitanas já existem 14,9 mil escolas que oferecem educação integral. As escolas concentram alunos oriundos da floresta, das comunidades ribeirinhas, quilombolas, pescadoras e dos assentamentos da reforma agrária. De acordo com Leandro Fialho, coordenador de ações educacionais complementares da Secretaria de Educação Básica – SEB, o MEC pré-selecionou 14,5 mil escolas do campo passíveis de atendimento, das quais se espera a adesão de pelo menos cinco mil. Os estabelecimentos pré-selecionados foram escolhidos a partir de requisitos como a distância de centros de atividades culturais, esportivas e de lazer e o baixo número de estudantes do ensino fundamental matriculados.

A tabela das escolas pré-selecionadas para integrar o programa traz a relação dos municípios e o número máximo de alunos que cada escola pode registrar. Fialho explica que é o número de estudantes cadastrados que determina o valor da verba a ser repassada para cada escola.
Ao aderir ao programa, o gestor da escola deve escolher cinco ou seis atividades em uma lista de 60, disponível no site do Mais Educação. Segundo o coordenador do SEB, o MEC destina às escolas selecionadas um valor médio é de R$ 37 mil por ano. Além do recurso – utilizado para aquisição de materiais, custeio de atividades, pagamento de transporte e alimentação de monitores –, o governo federal envia às escolas beneficiadas instrumentos musicais, rádio escolar e uma lista com a referência de valores de equipamentos e materiais que podem ser adquiridos pela própria escola com os recursos repassados.

               Com informações do Portal Aprendiz e do portal do programa Mais Educação

Nenhum comentário: